O que é uma plataforma de integração como serviço (iPaaS)?

Todos sabem que a integração na nuvem é um dos principais desafios enfrentados pelas empresas atuais. Para atender à crescente necessidade de soluções seguras e confiáveis de integração na nuvem, vários fornecedores começaram a oferecer serviços de integração conhecidos como plataforma de integração como serviço (iPaaS). Para saber mais sobre essa categoria, consulte o relatório da Gartner sobre integração empresarial. 

O que é uma plataforma de integração como serviço (iPaaS)

A iPaaS é uma solução de integração baseada em nuvem que está ganhando um reconhecimento cada vez maior, mas, assim como com outras ofertas de nuvem, é importante olhar além do sensacionalismo, para a substância real. Um sinal claro de que a iPaaS está garantindo um lugar como uma categoria legítima na pilha de computação em nuvem é a enorme quantidade de publicações de pesquisa da Gartner nos últimos meses sobre iPaaS, incluindo o "Gartner Reference Model of Integration PaaS" (Modelo de referência da Gartner do PaaS de integração). Essa atenção crescente é um bom sinal para os fornecedores de IPaaS, mas algumas pessoas podem ainda não saber ao certo o que a IPaaS realmente é ou faz.

Em termos mais simples, a iPaaS é uma plataforma para a criação e implementação de integrações dentro da nuvem e entre a nuvem e a empresa. Com a iPaaS, os usuários podem desenvolver fluxos de integração que conectam aplicativos residentes na nuvem ou on-premises e, em seguida, implementá-los sem instalar ou gerenciar qualquer hardware ou middleware.

Para oferecer mais definição e característica à categoria de IPaaS, a Gartner descreve uma série de funções importantes em seu modelo de referência. Elas incluem ferramentas e tecnologias que apoiam a execução de fluxos de integração, o desenvolvimento e o gerenciamento do ciclo de vida das integrações, o gerenciamento e monitoramento de fluxos de aplicativos, governança e recursos essenciais de nuvem, como multilocação, elasticidade e autoprovisionamento. A Gartner também vê a iPaaS como uma plataforma potencial para a compra, venda e troca de fluxos de integração (padrões prontos para uso e personalizados) entre usuários, provedores de serviços e provedores de integração.

Como o modelo iPaaS ainda está nos estágios iniciais, a Gartner aponta que as ofertas de iPaaS que estão atualmente no mercado podem não incluir todos os recursos do modelo de referência. Em vez disso, a Gartner identifica três categorias de fornecedores de iPaaS, sendo que cada uma delas destaca uma área diferente de integração: integração de e-commerce e B2B, integração na nuvem e infraestrutura de Enterprise Service Bus (ESB) e Service Oriented Architecture (SOA).

Dependendo das necessidades específicas de integração de uma empresa, algumas opções de fornecedor podem ser mais adequadas do que outras. Para necessidades de integração de curto prazo, as ofertas de iPaaS que se concentram na integração de e-commerce/B2B e na integração na nuvem oferecem soluções simples que conectam rapidamente aplicativos de parceiros e serviços de nuvem.

Dada a crescente mudança em direção a arquiteturas híbridas, no entanto, é uma boa ideia começar a pensar em estratégias de integração de longo prazo para apoiar modelos de computação que incluem recursos on-premises e serviços na nuvem. Das três categorias de fornecedores, as ofertas de iPaaS dos fornecedores com experiência em ESB e SOA oferecem o conjunto mais equilibrado e robusto de recursos para projetos de integração e governança de longo prazo. Embora a Gartner aponte que algumas dessas ofertas estão atualmente na versão beta ou em desenvolvimento, fica claro que os fornecedores de iPaaS com experiência em ESB e SOA estão em melhor posição para lidar com a integração sistemática para a era da nuvem.